• Gustavo Figueirêdo, psicólogo clínico

As benesses da COVID-19


As benesses!? Como assim? Como falarmos em benefícios mediante a uma enfermidade que vem matando, infelizmente, milhares de pessoas no mundo? Benesse quer dizer: “o que é benéfico; dádiva.” Como enxergarmos as dádivas perante esta moléstia? A questão não está na doença em si, mas o que ela vem provocando ao mundo. A quarentena vem proporcionando, aos que estão atentos, a ascensão à reflexão. A retirada da rotina, do dia a dia, vem levando muitos a mudanças de hábitos pessoais, onde não mais visto na história da humanidade.


O senso de humanismo, que estava instinto em diversos lugares, parece-me que ressurge ao “retiro” (quarentena) imposto a nós. Haja vista, aos mais vulneráveis passamos oferecer ajuda. Ou seja, passamos olhar ao próximo. Assim como, passamos a exercitar e dar mais valores às questões, onde até então, não mais valorizadas: como a nossa própria vida.


Neste sentido, um líder espiritual, relata que: “Quando se fala em investir em vida, e vida em qualidade, alguns pensam somente no sentido material e de viver mais. Viver é muito mais do que isso, viver é dar sentido, gosto e razão para a vida.”. No entanto, como vem temperando a sua vida? Com “degustações” a valorizar a si e ao próximo? Ou o oposto disso?


Estamos diante de desafios, onde antes, não sonhávamos praticá-los, tipo: a paciência. Ficar confinado vem levando muitos a ressignificar a vida para vencerem obstáculos. Limitações estas onde não conseguimos enxergar à luz no fim do túnel. O problema é: como não vínhamos acostumados com esse estilo de vida, aí nos “tornamos” míopes para solucionarmos. Mas soluções existem.


O legal disso tudo é que o mundo, ou as pessoas que pertencemos ao mesmo, provavelmente passará a nos comportarmos diferentes. Não acredito, diante de tudo que estamos passando, que não iremos evoluir. A evolução, inclusive, já está em curso. No entanto, cabe-nos continuarmos retidos a essa evolução. Para melhor servirmos enquanto pessoa e em sociedade.


Por fim, caro leitor, eis a questão! Diante de toda a avalanche que estamos passando, como?; eu, você e todos nós conseguiremos extrair de experiência para que continuemos ou iniciemos, positivamente, a dar sentido, gosto e razão à vida?



#apoio #doença #enfermidade #gratidão #solidariedade

254 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Av. Flor de Santana, 357

Empresarial Flor de Santana

8º andar, Sala 804

Parnamirim Recife-PE

Cep: 52060-290

Tel: +5581 98701-3176

  • White Facebook Icon
  • White Instagram Icon
  • White Twitter Icon
  • White LinkedIn Icon

© 2017 por